BOPE


BATALHÃO DE OPERAÇÕES ESPECIAIS - BOPE

Comandante: MAJ Kléber Luis Monteiro da Silva
Assumiu o Comando em 15 de abril de 2019

 

Sobre o Batalhão de Operações Especiais - BOPE

O 5º Batalhão da Polícia Militar do Amapá, denominado Batalhão de Operações Especiais (BOPE), foi criado através do Decreto Lei nº. 6803, de 06 de dezembro de 2002, com o objetivo de apoiar o Comando Geral da PMAP e as unidades de áreas em ocorrências de maior grau de complexidade, que requeiram a atuação de uma tropa dotada de técnicas e armamentos especiais.

O Bope divide-se em:

1ª CIA – ROTAM — RONDAS OSTENSIVAS TÁTICAS MOTORIZADAS

É a reserva tática do Comando Geral da Polícia Militar do Estado do Amapá, tem a missão de realizar o patrulhamento tático especializado em ocorrências de alto e altíssimo risco na capital e no interior do estado, combatendo principalmente roubos com uso de arma de fogo em estabelecimentos comerciais, bancários e residenciais. A ROTAM destaca-se na efetivação do maior percentual de número de prisões de criminosos de alta periculosidade, atuações no combate ao crime organizado nas intervenções contra facções criminosas, captura de foragidos da justiça, escolta de autoridades, valores e presos, combate ao narcotráfico, instruções e apoio tático/operacional às demais unidades da PMAP, coirmãs e instituições que compõem a Segurança Pública.

Para servir na ROTAM, necessário concluir o COR( Curso Operacional de ROTAM), com carga horária de 780h/a e, assim, conquistar o valoroso RAIO VERMELHO E IMORTAL. Nesse curso o policial vivencia todos os ensinamentos da DOUTRINA DE ROTAM, que é um sistema teórico, técnico e filosófico, alicerçado na práxis laboral da atividade policial militar, que fundamenta todo o conhecimento técnico e tático operacional, bem como a conduta, postura e compostura do policial que serve na 1a companhia de ROTAM/BOPE. É valendo-se desses princípios doutrinários que o profissional da ROTAM possui grande credibilidade perante a sociedade amapaense no cumprimento de suas missões. A nossa principal missão? Preservar vidas e aplicar a lei. A ROTAM É RESERVADA AOS HERÓIS.

 

2ª CIA – CHOQUE 

Responsável por ações de controle de distúrbios civis sendo também utilizada no policiamento de grandes eventos e em situações de crises em estabelecimentos prisionais. A tropa é altamente treinada para empregar armamento e munições não-letais, destacando-se pelo bom desempenho em suas ações e demonstrando alto grau de profissionalismo.

CANIL
O Canil da Polícia Militar do Amapá existe desde de 1977, quando pertencia à 4ª Companhia do Comando de Policiamento da Capital e Interior - CPCI. Em 2002, com a criação do 5º Batalhão de Operações Especiais – BOPE, o Canil, então pertencente ao 1° Batalhão da Polícia Militar, passou a fazer parte do BOPE como 1º Pelotão da 2ª Companhia de CHOQUE.

O Canil representa hoje uma ferramenta indispensável no combate ao tráfico de drogas no Amapá. Através do faro de cães treinados, ganha-se em tempo e efetividade nas medidas repressivas a esse nicho do crime organizado, atendendo às demandas não só do BOPE, mas também de outras unidades da PMAP, bem como a qualquer outro órgão que atue na repressão ao tráfico em nosso Estado.
Preventivamente também o Canil atua em palestras para crianças, jovens e adultos, onde além de mostrar o trabalho dos cães farejadores, são abordados vários temas como segurança e os malefícios do uso de drogas.
O Canil tem atuado também agora com a CINOTERAPIA, que é um método auxiliar ao tratamento convencional para pessoas portadoras de deficiência, trabalho realizado pelo Projeto “Melhor Amigo”, em parceira com instituições especializadas.

3ª CIA – COE – COMANDOS E OPERAÇÕES ESPECIAIS

A Companhia de Operações Especiais-COE atua em missões de altíssimo risco e complexidade, que exigem emprego de armas, equipamentos e recursos humanos com treinamento diferenciado, dessa forma, mantém um efetivo de prontidão ou sobreaviso, podendo assumir a configuração de Grupamento de Intervenção Tática e Gerenciamento de Crises, Patrulha Urbana, Patrulha Rural, Patrulha Ribeirinha, Esquadrão de Bomba, Time de Atirador Policial de Precisão, etc; pronto para operar em qualquer lugar do Estado, a qualquer hora, em qualquer ambiente e condições, tendo assim, como principais atribuições:

- Resgate de reféns em crises com reféns localizados;
- Tiro Policial de Precisão (Sniper policial e caçador);
- Ações Antibomba e contra bomba;
- Antiterrorismo e contraterrorismo;
- Segurança e escolta de autoridades e VIP’s;
- Operações de Patrulha Policial Urbana em área de alto risco;
- Operações de busca, captura e repressão ao Novo Cangaço;
- Operações na selva;
- Operações fluviais;
- Operações com apoio aéreo;
- Ensino e instrução de técnicas e táticas policiais;
- Apoiar as demais unidades policiais militares e instituições municipais, estaduais e federais;
- Reserva tática para demais missões determinadas pelo comando do Bope e Comando Geral da PM.

Para tanto, mantém em seu efetivo, especialistas formados em diversas áreas, dentre elas:
- Curso de Operações Especiais;
- Curso de Ações Táticas Especiais;
- Curso de Gerenciamento de Crises;
- Curso de Negociações em Crises com reféns;
- Curso de Contraterrorismo;
- Curso de Operações Rurais;
- Curso Técnico Explosivista;
- Resgate e Pronto-socorrismo;
- Curso de atirador policial de precisão;
- Operações Ribeirinhas;
- Operações Aéreas e Piloto de aeronave.

 

4ª CIA GIRO - GRUPO DE INTERVENÇÃO RÁPIDA E OSTENSIVA

Criado no dia 14 de novembro de 2005 pelo Bope, o Grupo de Intervenção Rápida e Ostensiva (Giro) surgiu da necessidade de se criar no estado do Amapá uma modalidade de policiamento com intuito de combater os crimes complexos, principalmente aqueles cometidos com a utilização de motocicletas.

A CIA tem por finalidade realizar o motopatrulhamento tático, focado no combate aos crimes de maior complexidade e risco, tais como roubo à mão armada, principalmente quando os criminosos utilizam motocicleta em suas ações. O Giro também realiza diversos tipos de escoltas, tais como escolta armada de autoridades, escolta de honra, de comboios, de material bélico, de transporte de valores e escolta fúnebre.



Endereço:

 O Bope está localizado dentro do Comando Geral da PMAP, situada na Rua Jovino Dinoá, Beirol, Macapá-AP.

Telefone: 
190
Disk Denúncia: 99192-2498



NEWSLETTER

Receba nossas notícias em seu e-mail ou celular.

PM-AP - Polícia Militar do Estado do Amapá
R. Jovino Dinoá, 3671 - Beirol, Macapá - AP, 68902-030 - (96) 3212-2101 - contato@pm.ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2020 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá